Por aí: Maranhão – Espigão & Centro Histórico

Alguns dos passeios que fizemos foram típicos mais do que para turistas, como no caso do Centro Histórico no Reviver, e sim para as pessoas que moram em São Luís, como o Espigão. Nesse último, foi ótimos para tirarmos fotos e assistirmos a um pôr-do-sol fantástico.

→ Espigão na Ponta D’Areia.

DSC_1141
Foto: Luiza Carvalho

O Espigão foi criado para barrar a erosão causada pela forte maré da parai da Ponta D’Areia e acabou se tornando um lugar de lazer para a população local. Ele traz pessoas para apreciar a vista, para crianças brincarem, para um lanchinho à tarde, para fazer uma caminhada, para namorar… Inúmeros motivos podem ser listados para frequentar o Espigão.

Nós fomos lá para assistir ao pôr-do-sol e registrar esse momento tão bonito. Como praticamente todo lugar no litoral do Nordeste, venta e muito. Já podem imaginar que renderam várias fotos com cabelos rebeldes, né? Mas valeu à pena cada frizz ganho. Que vista maravilhosa. A mistura de cores do pôr-do-sol encanta qualquer um. Definitivamente um lugar na lista para visitar quando forem a São Luís.

Foto: Luiza Carvalho
Foto: Luiza Carvalho

→ Centro Histórico no Reviver.

Para quem não sabe, São Luís tem 403 anos e foi fundada pelos franceses (mais tarde, ocupada por holandeses e por fim portugueses). Bem velha, né? Eu adoro cidades históricas com as arquiteturas típicas, coloniais, barrocas… Me encantam muito. Por isso, não seria novidade para mim quando fiquei de queixo caído pelo Centro Histórico de São Luís. Ele fica na parte velha da ilha, é repleto de ruas de paralelepípedos e é um dos principais (senão o principal) lugares para comprar artesanatos e as famosas lembrancinhas para a família.

Ao chegarmos no centro, entramos no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, que oferece cursos de arte e artesanato para a população e possui um pequeno cinema. Ali tinha uma pequena exposição sobre a cultura tradicional maranhense, mostrando as vestimentas e apetrechos usados principalmente na época de festas juninas. Clara falou que veríamos melhor essas coisas na Casa do Maranhão, mas infelizmente conseguimos voltar lá. Fica como dica para quem for (e para quando eu voltar, claro).

Nós separamos essa visita para a famosa parte da viagem: as lembrancinhas. Tinha tanta coisa bonita que eu achei que iria falir naquele dia. Muitos artesanatos típicos e baratos, feitos à mão. Muitas roupas tradicionais, porém achei que os preços eram mais caros do que deveriam ser. Mesmo assim, as compras foram boas e as lembrancinhas tem agradado.

O que me disseram e que também não pude ir foi que o centro histórico, ou Reviver, atraem o cenário underground da cidade, banhado a reggae. Mais uma dica para quem gosta do estilo. Ali estão também a Catedral da Sé, criada em 1585, e o Teatro João do Vale, famosos pela beleza arquitetônica.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Para quem gosta e prefere os passeios bem turistões, ou para quem gosta de conhecer a história local, o Centro Histórico é mais do que recomendado. E, claro, o local para trazer lembranças de uma viagem maravilhosa.

Obs: Aqui queria tirar um espaço para agradecer a minha amiga Luiza Carvalho, que assumiu o papel de fotógrafa e tirou essas fotos lindas durante a viagem inteira, mas nesse dia em especial que cuidou da minha câmera como se fosse dela. ❤

Anúncios

O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s